domingo, 17 de novembro de 2013

50 Dicas para Escrever Melhor - Dica Nº 14, 15, 16 e 17

Dica nº 14: Aceite o convite das histórias que se entregam a si

Acho que já comentei anteriormente, e se não comentei de certeza que coloquei algum link que direccionasse para isso, mas nem todas as histórias chegam a tornar-se livros.

Por vezes, aquilo que pensávamos ser uma ideia válida acaba por provar-se não ter ponta por onde se lhe pegar ou só depois de escrevermos umas cinquenta páginas é que percebemos que mais ninguém a não ser nós é vai achar interessante.

Mas de certeza que também já aconteceu imaginares um personagem numa situação qualquer na tua mente, ou uma simples frase vir-te à cabeça e de repente quando dás por ti tens um diálogo inteiro a decorrer lá dentro. Esses clips de imaginação que não saem-te da cabeça por mais que tentes, estão a implorar que sejam escritos. E vais mesmo ignorá-los depois de eles se pôrem de joelhos?

Anota-o num caderno, e quem sabe um dia quando voltares a olhar para ele já tenhas conteúdo o suficiente que dê para encher um livro.

Dica nº15: Não tente agradar a todos com as suas histórias

Acho que o título diz tudo e não é preciso tornar-me repetitiva ao escrever mais, mas a cena é: não podemos agradar a todos. Uma pessoa doida por fantasia pode não gostar de livros policias ou até pode, e uma pessoa que goste de literatura juvenil pode abominar biografias ou amar. O livro que agrade ao mundo inteiro ainda está para ser escrito e nem mesmo a biblia é lida por todos, alguns leêm o Corão e outros o Talmud e outros lêem até a National Geographic.

A minha mãe por exemplo nunca leu nenhuma das minhas histórias. Primeiro, porque nunca as dei para ler e segundo porque não gosta de ficção paranormal. Existe muito poucos livros que tenhamos em comum. E a lista de leitura dos meus irmãos é tão pequena que a única razão pela qual tem alguns livros que eu também li foi porque eu quase que os obriguei.

Dica nº 16: Organize as suas histórias de forma profissional

É só ler o post para perceber.


Dica nº 17: Confie na sua intuição ao escrever histórias

Alguns links que podem ajudar a entender melhor o post original:

Sem comentários:

Enviar um comentário